Conheça os 10 principais problemas encontrados nos currículos

Parece brincadeira, mas não é: um currículo mal feito pode eliminar um candidato de um processo seletivo, pois é através dele que o primeiro contato da empresa contratante será estabelecido com este profissional. O currículo precisa estar bem estruturado e ter as informações necessárias – e verdadeiras – para ser efetivo. Caso contrário, o profissional pode ser interpretado como desqualificado para a posição.

Confira os principais problemas encontrados em currículos e revise já o seu para eliminar qualquer equívoco cometido na construção:

1) Ausência de nome – Parece impossível, mas alguns profissionais esquecem de colocar o próprio nome no currículo, que deve ser a primeira coisa a ser escrita.

2) Foto inadequada – Fotos não são obrigatórias nos currículos. Ou seja, ficam a critério da pessoa colocar ou não. No entanto, é preciso ter bom senso na hora de escolhê-las. As imagens devem ser profissionais, e não em festas, com amigos ou viajando.

3) Informações de contato incorretas – Para que a empresa entre em contato com o profissional, o currículo deve conter um tópico com seus dados pessoais e de contato. Mas do que adianta colocar um número de celular que não existe? É preciso revisar os números e e-mail informados, evitando que o recrutador não consiga entrar em contato.

4) E-mail constrangedor – Divulgar currículos significa que a pessoa está inserida no mercado de trabalho. Mas como demonstrar seriedade e maturidade colocando e-mails da época da escola – nem um pouco profissionais? Criar uma nova conta pode ser a solução.

5) Omissão de dados – Para esconder informações desfavoráveis, como datas de conclusão de curso atrasadas ou tempo de permanência curto nas empresas, profissionais omitem dados achando que não serão questionados a respeito. Transparência é requisito básico em um processo seletivo.

6) Erros de português – É preciso ter atenção na hora de escrever um currículo. Erros de português são imperdoáveis. Se surgir uma dúvida em relação à escrita de uma palavra é melhor pesquisar do que inventar.

7) Má distribuição dos tópicos – Dar destaque as informações antigas e esconder as mais novas. Os itens do currículo devem ser escritos em ordem decrescente: a última experiência sempre é a mais relevante para o momento.

8) Informações desatualizadas – Ingressar em um curso e esquecer de colocá-lo no currículo. As informações do documento devem ser atualizadas sempre que o profissional adquirir uma nova formação ou habilidade.

9) Mentiras – Tentar parecer mais profissional, inserir informações falsas em busca de ganhar destaque e depois não saber falar sobre as habilidades na entrevista de emprego: mentiras são facilmente descobertas ao longo de processos seletivos e são inadmissíveis em currículos.

10) Currículo muito extenso – Não saber descrever os itens de forma sucinta e entregar um currículo de quase dez páginas. As informações devem ser apresentadas de forma clara, resumida e objetiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *