Sem dúvida, o resumo é o melhor amigo dos estudantes! Todo estudante do Nível Superior sabe que, dependendo do volume de matérias que precisam ser assimiladas em pouco tempo, revisar pode ser um pouco mais complicado. Mas os resumos estão aí justamente para nos ajudar a relembrar o que é mais importante destacar em cada conteúdo.

Mas precisamos fazer um alerta: dominar a arte de resumir pode não ser tão simples assim. Separamos 4 passos para você fazer um resumo de primeira qualidade. Acompanhe:

Continuar lendo

Manter o foco nos estudos pode ser bastante complicado, sobretudo se você usa a internet como principal instrumento de estudo, fato que ocorre na modalidade de Educação a Distância. Sempre há aquele site ou aquela rede social capaz de tirar toda sua concentração e fazê-lo passar horas navegando nele(a).

Para evitar que essa situação atrapalhe mais seu desempenho e prejudique sua formação profissional, separamos 3 dicas para ajudá-lo a ter mais foco nos estudos. Confira!

Continuar lendo

A maioria das pessoas costuma fazer uma programação de estudos que inclui diversas disciplinas, livros, apostilas, conteúdos… Poucas são as que percebem que numa rotina de estudos é necessário não só determinar os horários e matérias a serem vistas, mas também o tempo de descanso, que é bastante diferente das interrupções aleatórias que fazemos ao longo dos estudos.

Enquanto as interrupções aleatórias acontecem a qualquer momento e nos tomam um tempo que poderia ser útil para dar continuidade ao conteúdo, os tempos de descanso servem para que possamos relaxar e dar tempo ao cérebro pra que ele possa absorver todas as informações recebidas nas últimas horas.

Continuar lendo

Estudar em casa também pode ser uma missão difícil se você não tiver organização e disciplina. Uma questão importante que você deve se atentar ao estudar em casa é: o local de estudos. Estudar na cama ou no sofá parece atrativo e passa a sensação de conforto, mas além de ser chamar a preguiça, traz problemas de postura. Pensando nisto, vamos dar algumas dicas de postura para que seus momentos de estudo sejam mais produtivos!Continuar lendo

Podemos observar em nossos círculos de amizades que é muito comum as pessoas praticarem exercícios físicos com o intuito de manter o corpo mais ativo, mais saudável. Com o cérebro não é diferente. É preciso estimulá-lo, treiná-lo para torná-lo mais ativo e manter um nível de atividade cerebral que possa retardar seu processo natural de envelhecimento.

Se já pareceu complicado para você, não se assuste! Com poucos minutos por dia podemos melhorar – e muito – nossa capacidade cerebral com exercícios de concentração, memória e atenção. Confira 2 simples exercícios para você praticar diariamente:

Continuar lendo

A aula talvez seja o momento em que o aluno mais preste atenção no conteúdo. O cérebro capta várias informações em áudio e imagem e vai guardando os pontos que você mais se interessou na memória. E ainda existem aqueles alunos que gostam de escrever enquanto o professor explica o conteúdo e então algumas informações podem passar sem ter a atenção de que precisam.

Para sanar este problema e você conseguir guardar ainda mais informações importantes para a sua formação, é simples: a aula também tem de ser estudada. E para o aluno EAD ainda é mais fácil, pois a aula fica disponível online para que possa ser assistida quantas vezes forem necessárias. Unir as explicações dadas durante a aula com as referências dadas pelos professores faz com que você consiga sintetizar todo o conhecimento e assim facilitar seu entendimento.

Isto é uma questão de hábito e organização. Toda a estrutura de docência já tem uma ordem cronológica propícia para a assimilação do conteúdo – sendo assim uma organização por partes. A questão é que quando você desenvolve o hábito de revisar as aulas junto às referências, isto se torna um exercício padrão de estudo de alto nível e quando por ventura você não conseguir estudar as aulas, achará até um pouco estranho e sentirá falta.

Faça o teste! Comece a estudar também as aulas dadas e depois comente conosco a diferença que você sentiu na assimilação do conteúdo.